Buscar
  • Laboratório de Neurofarmacologia

Fármacos do Futuro - Captopril

Atualizado: 8 de mar. de 2021

Olá inovadores! Tudo bom? Vamos direto ao assunto? Nosso tema de hoje é: captopril. O nome é difícil, então vem comigo entender tudo sobre essa molécula.

O captopril é um fármaco utilizado principalmente para o tratamento da hipertensão arterial e insuficiência cardíaca. Além disso, ele pode ser usado também na nefropatia diabética, impedindo a progressão da doença renal.

Ele é um potente inibidor da ECA, enzima conversora de angiotensina. Tá bom, mas o que é ECA? Vamos relembrar um pouco das aulas de fisiologia – momento recordar é viver! Na fisiologia do sistema cardiovascular estudamos o sistema Renina-Angiotensina II. A principal atividade desse sistema é aumentar a pressão arterial em situações de hipotensão. Ele funciona da seguinte maneira: em um situação de baixa pressão arterial, o rim começa a produzir a renina, que é uma enzima. Essa enzima é responsável pela conversão do angiotensinogênio em angiotensina I - um vaso constritor leve. A molécula de angiotensina I vai até o pulmão e lá ela é transformada na angiotensina II pela ECA. A angiotensina II é um vasoconstritor forte que irá elevar a pressão arterial, retornando o sistema à homeostase. O captopril age exatamente nessa conversão, impedindo que a angiotensina II seja formada e, consequentemente, impede a elevação da pressão arterial. Seu uso em paciente com hipertensão arterial é benéfico pois sua ação ameniza a pressão arterial diminuindo o risco de infartos.

Esse composto foi descoberto, na década de 1960, a partir do veneno da Bothrops jararaca (foto acima). O pesquisador brasileiro Sérgio Henrique Ferreira descobriu um princípio ativo derivado desse veneno que era capaz de potencializar o efeito da bradicinina. A bradicinina é um hormônio polipeptídico que causa vasodilatação permitindo a diminuição da pressão arterial. Esta molécula também foi descoberta por um pesquisador brasileiro, Maurício Rocha e Silva no final década de 1940. Logo, ao associar esses dois mecanismo, a inibição da ECA e a potencialização da bradicinina, o captopril tem ação eficiente em diminuir a pressão arterial.

E aí criadores, gostaram da nossa pequena aula de fisiologia? Para nós da Biointech foi um prazer relembrar esses conceitos com vocês. Lembrando também que a Biointech tem disponível para venda a bradicinina e as angiotensinas – peça seu orçamento pelo nosso site ou e-mail.

2 visualizações

Posts recentes

Ver tudo